⚠️TÁ  TUDO  DOMINADO⚠️

Seguindo a orientação da direção-geral da Polícia Federal, a delegada responsável pela Operação Lume, Denisse Ribeiro, foi retirada da investigação 14 dias após pedir ao STF uma busca e apreensão no Palácio do Planalto, sede da Presidência da República.

Os alvos da delegada da PF seriam a Secretaria de Comunicação, que funciona no Planalto e tem repartições na Esplanada, o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, os endereços do secretário de Comunicação Fábio Wajngarten e um canal bolsonarista no YouTube.

🏍️HAJA MARGEM PARA ESSE “ERRO”🏍️

Enquanto os bolsonaristas espalham mentiras dizendo que havia mais de um milhão de motos no ato da morte de Bolsonaro em São Paulo, o sistema de monitoramento da rodovia dos Bandeirantes revelou a verdade.

As câmeras registraram 6.661 passagens de veículos na manhã do último sábado no primeiro pedágio no trecho bloqueado para a motociata.

O total foi registrado entre 11h08 e 12h31, no pedágio de Campo Limpo, localizado no km 39 da rodovia. Coitados.

NÃO  À  PRIVATIZAÇÃO  DA  ELETROBRAS⚡

O senador Humberto Costa vota contra essa medida provisória do governo que privatiza a Eletrobras. “Voto contra para garantir que o Brasil continue tendo controle sobre suas empresas estatais, para que a conta de luz não aumente ainda mais no futuro e para garantir que a empresa cresça e se desenvolva para criar empregos e renda aos brasileiros”.

================
CPI  DA  COVID

▪️ A  PROVA  DO  DESCASO

Documento enviado à CPI da Covid aponta que o governo soube do crescimento brusco da demanda de respiradores no Amazonas quase um mês antes do colapso da rede hospitalar do estado, em janeiro deste ano.

Enviado pelo próprio Ministério da Saúde à CPI, o documento mostra que, a partir de 18 de dezembro de 2020, o estado do Amazonas solicitou 140 respiradores naquele mês. Já no dia 2 de janeiro deste ano, foram pleiteados mais 78 respiradores.

▪️ FUGIU  PARA  OS  EUA

É curioso como, na hora do aperto, os bolsonaristas desembarcam nos Estados Unidos.

Carlos Wizard, que comandaria o gabinete paralelo de Bolsonaro, foi convocado para comparecer à CPI nesta quinta-feira, mas pediu para que o depoimento fosse coletado de forma virtual. O pedido foi negado pelo presidente da CPI, que pretende acionar a Justiça para garantir a realização da oitiva, com possibilidade de uma condução coercitiva. Hoje, ele teve seus sigilos quebrados pela comissão.

================